Top Menu

Cãozinho Bobby de Edimburgo

Próximo ao cemitério Greyfriars está uma estátua em homenagem ao cãozinho Bobby. É um ponto turístico onde a maioria dos visitantes faz questão de tirar uma foto.

Bobby, da raça Skye Terrier, ficou famoso no século XIX pois passou 14 anos tomando conta do túmulo do seu dono John Gray até que Bobby faleceu em 14 de janeiro de 1872 e foi enterrado próximo ao portão do jardim do cemitério Greyfriars.

John Gray era um policial noturno. Os dois se tornaram companheiros inseparáveis e conviveram por aproximadamente 2 anos até que John faleceu de tuberculose. John foi enterrado no cemitério Greyfriars e Bobby passou todos os anos ali sempre próximo ao túmulo de seu companheiro até que ele mesmo falecera.

Bobby era muito querido por todos que ficavam comovidos com a lealdade deste cãozinho. Quando em 1867 os cidadãos da cidade começaram a cogitar sobre uma lei para que todos os cachorros sem dono fossem mortos, o Sir William Chambers que era prefeito e também diretor da Sociedade Escocesa de Prevenção a Crueldade contra Animais pagou uma licença para que Bobby passasse a ser responsabilidade da prefeitura.

A estátua de Greyfriars Bobby, assim como ficou conhecido, é de tamanho natural e foi criada em 1872 imediatamente após a sua morte. Originalmente, a estátua do Bobby estava voltada para o cemitério, mas sua direção foi mudada pelo antigo dono do Greyfriars Bobby’s Bar fazendo com que seu pub apareça nas muitas fotos tiradas aí todos os dias.