Top Menu

Escócia

 

A Escócia é um dos países mais fascinantes da Europa. A resistência e perseverança do povo escocês se refletem nas tantas batalhas pela sua independência e pela preservação de sua identidade como nação ao longo dos anos de sua história. Visite as suas mansões, os seus bonitos castelos, suas ruínas históricas e suas belíssimas paisagens que um dia foram cenário de importantes batalhas como a de Stirling Bridge (11 de setembro de 1297) e a batalha de Bannockburn (24 de junho de 1314) durante as quais as tropas escocesas derrotaram os ingleses de forma heroica!
A história da Escócia é realmente muito interessante por isso não deixe de contratar um guia durante a sua visita. Apesar dos monumentos, castelos e museus do país disporem de informação histórica, sem um guia você perderá os detalhes mais importantes, além disso somente ele poderá esclarecer fatos e relacioná-los entre si para que você possa entender o contexto histórico de cada acontecimento.

Grandes avanços científicos e intelectuais também fazem parte da história do país. Durante o século XVIII, o Iluminismo na Escócia foi responsável por grandes avanços nas áreas de medicina, engenharia, química, arquitetura, política, economia, filosofia e sociologia, entre outras tantas. Em 1750, o índice de alfabetização na Escócia era um dos maiores da Europa, aproximadamente 75% da população(1). A Escócia foi e continua sendo berço de muitas mentes brilhantes: artistas, escritores, cientistas e inventores cuja contribuição é o orgulho desta pequena nação. Entre eles estão o John Logie Baird quem inventou a televisão, o Alexander Graham Bell quem inventou o telefone, o Alexander Fleming quem descobriu a penicilina, o James Watt quem inventou o motor a vapor e o Adam Smith que é considerado o pai da Economia. Outras invenções escocesas incluem: a geladeira, os palitos de fósforo, o telescópio, a anestesia, o aparelho de ultrassom, a técnica de clonagem, etc(2).

É verdade que a cultura e a história da Escócia atraem milhares de turistas todos os anos, mas não são os únicos atrativos que este país tem a oferecer. Suas belas paisagens com lagos, montanhas, vales, penhascos, mar e campos verdes a tornam um dos lugares favoritos daqueles que gostam de atividades ao ar livre como o golfe, a pesca, o montanhismo, o mountain biking e a canoagem, entre outros. A Escócia também é um destino que atrai muitos velejadores europeus.

Porém, de todos os esportes, o golfe é o mais importante. A Escócia é conhecida mundialmente como a terra do golfe. Acredita-se que este esporte foi praticado aqui desde a antiguidade (apesar de o primeiro registro histórico datar do século XV). St Andrews, uma pequena cidade da costa leste, é a Meca dos amantes deste esporte pois é onde se encontra o campo de golfe mais antigo e tradicional do mundo: o Old Course com seus 600 anos de história.

Outra importante invenção escocesa é o whisky. O primeiro registro sobre a bebida data de 1494 e se refere à cobrança de impostos sobre a sua produção. No registro consta o texto “Eight bolls of malt to Friar John Cor wherewith to make aqua vitae’ (water of life)” o que quer dizer “Oito capulhos de malte para o frei John Cor para fazer a água da vida”. A quantidade descrita era suficiente para produzir aproximadamente 1500 garrafas, o que indica que a destilação de whisky já era bem estabelecida naquela época(3). Os escoceses o chamam de water of life (água da vida) e o tomam sem gelo; alguns preferem adicionar uma colherinha de chá de água para “abrir” os aromas… O Scotch é a bebida nacional, a água da vida dos escoceses. A diversidade de aromas é grande e está relacionada à região produtora e  aos tipos de cascos utilizados no seu armazenamento. São 4 as regiões produtoras: Speyside, Highland, Lowland and Islay. Cada uma delas produz um whisky único. Se você não aprecia whisky é porque ainda não encontrou aquele feito para você!

O Scotch Whisky é definitivamente um dos principais produtos de exportação da Escócia. Em 2011, as vendas ao exterior desta bebida atingiu o recorde de £4,2 bilhões. O Brasil é um dos mercados de consumo de  Scotch whisky que mais cresceu nos últimos anos seguido de Singapura e Taiwan(4). Não perca a oportunidade de visitar uma de suas famosas destilarias para conhecer mais sobre a arte do whisky e descobrir qual é o seu aroma favorito. Muitas empresas oferecem tours específicos para amantes do whisky que incluem mais de uma destilaria. Outra opção para os menos entusiastas (porém curiosos) são os tours que combinam pontos de interesse turístico com uma parada em uma destilaria.

(1) Fonte: The Scottish Enlightenment: The Scots’ Invention of the Modern World. Arthur Herman, editora 4th Estate, Limited, 2003

(2) Fonte: Invented in Scotland, Scottish Ingenuity and Invention through the Ages, Allan Burnett, editora Birlinn Limited, 2010.

(3) Fonte: http://www.scotch-whisky.org.uk/understanding-scotch/history-of-scotch-whisky/

(4) Fonte: Artigo Value of scotch whisky exports soar 23% topping £4bn, Richard Wachman, jornal: The Guardian, Business, International Trade, 27 de março de 2012.