Top Menu

Old Town

Old Town é onde Edimburgo começou. Em 1995, ela foi declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO por sua importância histórica e pelo impressionante estado de preservação dos seus edifícios, ruas e vielas. Visitar a Old Town é como passear por Edimburgo durante a época medieval.

Até a construção da New Town no final do século XVIII, os pobres e ricos dividiam os edifícios e as ruas da Old Town. A população cresceu tanto e tão rápido que forçou o crescimento vertical das construções. Imaginem que alguns edifícios da rua principal chamada Milha Real (Royal Mile) chegaram a ter até 16 andares! Algumas das atrações da Royal Mile retratam de uma forma muito interessante e real a vida dos seus moradores naquela época.

Edinburgh Castle

O castelo foi utilizado como residência da família real durante a Idade Média. Durante este período, o castelo mudou de mãos algumas vezes… Com o tempo ganhou maior importância como base militar quando passou a ser a prisão militar da Escócia.

Aí estão em exposição as Joias da Coroa (Crown Jewels) e a Pedra do Destino (Stone of Destiny) que se encontrava em Londres e foi devolvida à Escócia em 1996.

Os visitantes normalmente se assustam com o barulho do disparo de um dos seus canhões que acontece diariamente às 13:00 (exceto aos domingos). Esta tradição começou no ano 1861.

The Royal Mile

A Milha Real (Royal Mile), a rua principal de Old Town, é assim chamada pois em um extremo se encontra o castelo de Edimburgo e no outro, o Palácio de Holyroodhouse. A distância entre eles é de uma milha (1,6km).
A Royal Mile é o coração da cidade antiga. Ao caminhar por ela o visitante se sente imerso pela história da cidade. Pubs, lojas especializadas em whisky, cashmere e claro, lojas de souvenir estão por todos os lados. Com grande variedade de atrações turísticas de ponta a ponta, passear por ela é imperdível.

Ao entrar na Royal Mile o visitante se impressiona ao ver no horizonte o mar e o Fife na costa norte.

Camera Obscura and World of Illusions

A Câmara Obscura tem mais de 150 anos. Através dela os visitantes podem ver toda a cidade, tocar nas pessoas, nos carros (entre outras coisas) e movê-los por aí, além disso, poderão aprender um pouco mais sobre a história de Edimburgo. A entrada inclui a World of Illusions, uma série muito divertida e interessante de atrações interativas para todas as idades.

The Scotch Whisky Experience

Aqueles que apreciam um bom whisky não podem deixar de visitar esta atração turística. Os tours começam com um filminho sobre a história do whisky e como ele é feito. Um pouco ao estilo Disney mas oferece áudio em português. Em seguida, o guia dá uma explicação sobre os tipos de whisky e aromas disponíveis. Aqueles que têm mais de 18 anos poderão fazer uma degustação.

Aí se encontra a maior coleção de garrafas de whisky do mundo com quase 3.500 garrafas. Esta coleção foi gentilmente doada pelo colecionador. O mais interessante é que ele é brasileiro! A umidade e o calor do Brasil se reflete no estado de conservação das garrafas.

Gladstone’s Land

Descendo a Royal Mile à esquerda, se encontra um edifício chamado Gladstone’s Land. Do ano 1617, é um dos únicos exemplos de uma casa típica da época. Foi lar de um burguês mercador muito rico chamado Thomas Gledstanes. O edifício é o mais importante exemplo dos prédios super populados do século XVII a sobreviver durante os anos. Ao visitar Gladstone’s Land os visitantes podem comparar a diferença entre a vida em Old Town com relação à vida em New Town (Georgian House). A pintura do teto interior da casa data do século XVII.

The Writers’ Museum

Continuando pela Royal Mile, entrando à esquerda na Lady Stair’s Close se encontra um pequeno edifício histórico chamado Lady Stair’s House. Ele foi construído em 1622 por uma burguesa mercadora chamada Elizabeth que era condessa de Stair. O edifício foi doado à cidade em 1907. Hoje dá lugar ao Museu dos Escritores, que foi criado em homenagem aos três escritores mais importantes da Escócia: Robert Burns, Sir Walter Scott e Robert Louis Stevenson. Estão em exibição retratos, livros antigos e objetos pessoais dos autores incluindo a escrivaninha onde Burn escreveu seus livros, a impressora a prensa com a qual Scott produziu seus primeiros livros, etc.

Mary King’s Close

Uma das atrações imperdíveis da Royal Mile! A construção da Câmara Municipal (City Chambers) em 1753 enterrou com ela algumas vielas da cidade. O tour é um passeio pelas vielas subterrâneas onde o guia, vestido com trajes da época, leva os visitantes por casas, vielas e cômodos e conta relatos que retratam a vida dos habitantes da Royal Mile antes da viela haver sido enterrada no tempo.

Heart of Midlothian

No chão, um coração feito em mosaico marca o lugar onde estava a prisão da cidade que foi demolida em 1817. É tradição local cuspir sobre ela. Foi ali onde em 1650 a cabeça de Montrose estava em exibição presa em uma estaca. Nobre e soldado, ele foi condenado à morte durante a guerra civil na Escócia. Ele lutava ao lado da realeza contra os Covenanters, o movimento presbiteriano que tinha grande controle do governo local.

St Giles Cathedral

A primeira igreja construída neste local data do século IX mas o atual edifício gótico data do século XV. Esta igreja foi cenário de muitas disputas religiosas e foi centro do movimento anti-episcopal onde muitos sacerdotes foram espancados.

Hoje é considerada a Igreja Maior dos Presbiterianos. Aí está a Capela da Ordem de Thistle (Chapel of the Order of the Thistle). Thistle é a companhia de cavaleiros da Rainha.

Parliament House

Ao lado da catedral de St. Giles está o edifício do antigo Parlamento Escocês. Hoje é onde se encontram as Cortes de Justiça da Escócia.

Mercat Cross

Atrás da catedral de St Giles, os visitantes podem ver a Mercat CrossSua construção em 1885 foi para substituir a original construída no século XIV. O lugar onde se encontrava a original está marcado por uma cruz e está a poucos metros descendo a Royal Mile. A Mercat Cross foi o ponto de encontro de mercadores e comerciantes, era ali também onde se faziam anúncios importantes, proclamações oficiais e execuções de pena de morte.

National Museum of Scotland

Saindo da Royal Mile à direita, uns dois quarteirões para baixo na Chambers Street se encontra o Museu Nacional da Escócia. Outra atração imperdível, este museu possui um acervo importante de elementos da história do país desde a Era do Bronze até hoje. Ademais, faz parte deste complexo o Museu de História Natural que reabriu faz dois anos após uma extensa reforma.

John Knox’s House

A casa data de 1490. A escada exterior, paredes, lareiras e tetos pintados são originais. Acredita-se que John Knox, um importante líder da reforma protestante na Escócia viveu ali entre 1561-1572. Ele faleceu em um dos quartos da parte de cima desta casa.

People’s Story Museum

Este é o Museu do Povo com uma pequena porém interessante exposição sobre a vida dos cidadãos comuns de Edimburgo através dos tempos. Mostra como as pessoas viviam, os tipos de trabalho das épocas passadas, atividades sociais, roupas, etc.

Museum of Edinburgh

O museu de Edimburgo possui coleções de objetos históricos da cidade. Inclui o colar e a tigela do cãozinho Bobby.

Canongate Kirk

A Igreja de Canongate (Canongate Kirk) foi construída em 1688 a pedido do rei James VII. Hoje faz parte da Igreja da Escócia (The Church of Scotland).

É paróquia do castelo e do palácio. É onde a rainha frequenta as missas/cerimônias religiosas quando está em Edimburgo. Nas paredes do hall de entrada estão pendurados diversos quadros com fotos de algumas das visitas da família real. Por dentro é uma igreja despretensiosa e simples, apesar do bonito exterior.

Zara Phillips, neta da Rainha Elizabeth, se casou nesta igreja em Julho de 2011. Quando o casal escolheu a data, a Igreja já estava reservada para outro casal. A Rainha enviou uma carta muito gentil oferecendo ao outro casal a catedral St. Giles para que Zara Phillips, sua neta pudesse casar-se na Canongate Kirk. Não custa caro alugar esta igreja para um casamento; atualmente sai por volta de £300 e inclui o organista!

O Parlamento Escocês – The Scottish Parliament

O parlamento escocês está localizado em frente ao Palácio de Holyroodhouse. Um edifício moderno desenhado pelo arquiteto catalão Enric Miralles. É considerado um dos edifícios mais polêmicos da cidade. Em Edimburgo os designs modernos não são muito apreciados, além disso a obra custou muito mais do que inicialmente orçado.

O parlamento está aberto para visitas. Os tours são grátis, duram 1 hora e geralmente incluem uma visita à Câmara de Debates (Debating Chamber). É possível participar de sessões do parlamento. A reserva antecipada é recomendada, principalmente para a Hora de Perguntas para o Primeiro Ministro às 5as. Feiras.

The Holyrood Palace

É a residência oficial da rainha em Edimburgo e está parcialmente aberto ao público.

Visita obrigatória, principalmente para aqueles que amam história. A famosa e querida Mary Queen of Scots viveu neste palácio por muitos anos e se casou com o Lord Darnley na abadia (hoje somente restam suas ruínas). Mary cresceu na França e era católica. Ela tinha um secretário italiano e também católico chamado Rizzo. Um dia, ela estava reunida com Rizzo e algumas outras pessoas em seu escritório neste palácio quando o seu marido Lord Darnley entrou e assassinou o Rizzo. Ele o fez por puro ciúmes já que não havia nada que indicasse que havia alguma relação entre os dois além de compartirem a mesma fé. Os visitantes podem ver onde tudo aconteceu. O quarto e a cama da rainha Mary também estão em exposição.

A galeria de artes da Rainha neste mesmo palácio também está aberta ao público e vale a pena visitar.

Dynamic Earth

Museu de ciência com exibições interativas sobre terremotos, vulcões, icebergs e dinossauros. Não perca o filme exibido em seu cinema impressionante em forma de cúpula.

Holyrood Park & Arthur’s Seat

Próximo ao Palácio de Holyroodhouse está o parque Holyrood e a montanha Arthur’s Seat. O parque tem aproximadamente 650 acres e a atração principal é o extinto vulcão chamado Arthur’s Seat. É possível subir até o topo onde se pode apreciar uma vista privilegiada da cidade e do mar.